Impressora 3D de tecidos vivos é lançada pelo Rokit

InvivoAté pouco tempo atrás tudo que era relacionado a Bio-impressão 3D era inédito. Atualmente, a cada dia se ouve notícias sobre novidades neste setor. Felizmente, esse campo de pesquisa recebe mais um impulso. A fabricante de impressoras 3D com o mais rápido crescimento em âmbito mundial, a sul-coreana Rokit, acaba de lançar uma nova Bio-impressora chamada Edison Invivo. Continuar lendo

Órgãos impressos em 3D ajudam médicos a treinarem para cirurgias

cranio_100215

Réplicas de órgãos humanos feitas com impressoras 3D ajudam médicos a treinar antes de operar um paciente. A nova técnica diminui os riscos e reduz em até 30% o tempo das cirurgias (Clique aqui para ver o vídeo da matéria completa).

http://noticias.band.uol.com.br/jornaldaband/videos/2016/02/18/15773629-orgaos-impressos-em-3d-ajudam-medicos-a-treinarem-para-cirurgias.html

Rokit anuncia pesquisa para Bioimpressão

Rokit1Estamos prestes a presenciar uma revolução médica. Uma revolução que, apesar de estar no estágio inicial, irá mudar a forma de ver e tratar inúmeras doenças. A Bioimpressão 3D não é mais uma tecnologia de um futuro distante, ela está acontecendo aqui e agora. Continuar lendo

Impressão a jato de tinta (Material Jetting)

Objet Conex

O processo de impressão por jato de tinta foi o que popularizou o termo Impressão 3D, devido à similaridade com o processo de impressão em papel. A Impressão 3D por jato de tinta foi inicialmente desenvolvida pela empresa Objet e batizada como tecnologia PolyJet. O princípio da PolyJet é utilizar um sistema tipo jato de tinta para depositar a resina fotocurável em pequenas gotas sobre uma bandeja e, imediatamente após a deposição, lançar uma luz UV para a cura da camada (VOLPATO et al. 2007).

Continuar lendo

Extrusão de Material (Material extrusion)

Edison PRO AEP

O processo de Manufatura Aditiva por extrusão de material pode ser basicamente dividido em duas tecnologias: FDM e FFF.

Este processo é um dos mais conhecidos, devido à simplicidade e menor custo. Foi desenvolvido em 1988 por S. Scott Crump (co-fundador da Stratasys) e batizado como FDM (Fused Deposition Modeling ou Modelagem por Filamento Fundido). Outro termo usado para esta tecnologia é o FFF (Fused Filament Fabrication ou Fabricação por Filamento Fundido) que foi empregado pelos membros do projeto RepRap devido a restrições do uso da sigla FDM registrada pela Stratasys.

Continuar lendo

Fotopolimerização – Vat Photopolymerization (SLA e DLP)

KUDO

Neste grupo é possível destacar dois processos: SLA e DLP

SLA (Stereolithography) ou Estereolitografia

É um dos principais processos, pois foi o primeiro a surgir no mercado no final dos anos 80. Este processo trabalha utilizando um feixe de luz UV para curar uma resina fotopolimérica.

Continuar lendo